Rádio Rossio

2 a 5 Agosto, 2018 – 10h00-13h00; 14h00-18h00
// Parque Aquilino Ribeiro


Rádio ao vivo
Duração: 4h p/sessão, 2 sessões por dia.
Coordenação dos programas: Catarina Machado & Ana Bento.
Locução e realizaçao: Ricardo Augusto, Ricardo Jerónimo, Joana Corker, João Vaz Silva e Rui Ferreira.
Produção dos programas: Gira Sol Azul.
Live radio
Duration: 4h per sessions, 2 sessions a day.
Program coordination: Catarina Machado & Ana Bento.
Voice and direction: Ricardo Augusto, Ricardo Jerónimo, Joana Corker, João Vaz Silva and Rui Ferreira.
Production: Gira Sol Azul.

POR
A improvisar desde 2015, a Rádio Rossio continua sobre rodas na edição deste ano do festival. A emitir de uma roulotte, um estúdio móvel que se tornou a sua casa já no ano passado, desloca-se agora até ao Parque Aquilino Ribeiro, um ótimo habitat para alimentar o bichinho da rádio.
Nesta rádio mais que local, dedicada ao público transeunte do Festival de Jazz de Viseu, nas emissões recheadas com entrevistas, música e conversas inesperadas, quem passa também pode ser protagonista e entrar na dinâmica interativa que a rádio propõe.
Com uma identidade singular, a Rádio Rossio continua a valorizar os conteúdos e os programas de autor. Assim, ao longo de quatro dias, são convidados a assumir os comandos radialistas melómanos com abordagens muito próprias que vão surpreender quem os ouvir. Que rádio é esta?

ENG
Improvising since 2015, Radio Rossio keeps smooth as butter at this year’s festival edition. Broadcasting from a caravan, a mobile studio that became its home last year, is now moving to Parque Aquilino Ribeiro, a great habitat to feed the radio bug.
In this more than local radio, dedicated to the passerby audience of the Jazz Festival of Viseu, in the emissions filled with interviews, music and unexpected conversations, people who pass by can also be protagonist and enter the interactive dynamics that the radio proposes.
With a unique identity, Radio Rossio continues to value author content and programs. Thus, over four days, they are invited to take over the radio music-lovers’ commands’ with very own approaches that will surprise those who listen to them. What radio is this?

Programa

2 AGO. // Quinta-feira
10h00-13h00: Ricardo Augusto
14h00-18h00: Ricardo Jerónimo e Joana Corker

3 AGO. // Sexta-feira
10h00-13h00: Ricardo Augusto
14h00-18h00: Ricardo Jerónimo e Joana Corker

4 AGO. // Sábado
10h00-13h00: Rui Ferreira
14h00-18h00: Ricardo Jerónimo e Joana Corker

5 AGO. // Domingo
10h00-13h00: João Vaz Silva
14h00-18h00: Ricardo Jerónimo e Joana Corker

Sobre algumas das emissões e radialistas

O tema aglutinador é o amor

2 e 3 de agosto, 10h00-13h00
com Ricardo Augusto

ao longo de 3 horas matinais Ricardo Augusto dá a ouvir canções que se fazem no amor… quiçá o maior propulsor da criação musical de todos os tempos! histórias de amor partilhadas… umas cantadas… outras contadas… uma viagem por criações musicais aglutinadas no amor em todas as suas formas. canções escolhidas e dedicadas por ele próprio ou por quem passe pela caravana e queira partilhar o amor.

RICARDO AUGUSTO
Nascido em 1979, desde muito cedo ligado à música pela mão do seu avô. Músico com trabalho feito na área da música tradicional em fusão com outros estilos e com trabalhos na área vocal, quer como cantor, quer como orientador de coros. O gosto pela rádio vem de longe, mas foi em 2015 que se estreou aos comandos de um dos programas da Rádio Rossio.

Pop Dell Garden

2, 3, 4 e 5 de agosto, 14h00-18h00
com Ricardo Jerónimo e Joana Corker

A Joana e o Jerónimo, que já várias vezes visitaram Viseu com os seus Birds Are Indie, são apaixonados por canções pop, mas não só. Num passeio pelo “Pop Dell Garden” haverá lugar para tudo: músicas, conversas, entrevistas, passatempos e o que mais lhes possa ocorrer, durante 4 tardes, no Parque Aquilino Ribeiro.

RICARDO JERÓNIMO
Doutorado em Arquitetura, sempre gostou mais de coisas relacionadas com música. Por isso, fez rádio na RUC, fundou os Birds Are Indie, gere a Murmürio Booking e ajuda na associação cultural Lugar Comum.

JOANA CORKER
Joana Corker Licenciada em Design, quase chumbou a Educação Musical no ciclo preparatório. Apesar disso, fundou os Birds Are Indie e ajuda na associação cultural Lugar Comum, sem deixar de trabalhar como freelancer, enquanto designer e ilustradora.

O JAZZ E A COVER DE BRUXELAS

4 de agosto, 10h00-13h00
com Rui Ferreira

A história da pop e do rock está repleta de exemplos de grandes nomes que começaram por recriar as canções dos seus ídolos. Beatles, Rolling Stones e Led Zeppelin inicialmente tocavam os sucessos de outros, e progressivamente foram incorporando originais nos seus repertórios. Nos últimos 60 anos, foram poucos os artistas que cimentaram as suas carreiras sem nunca gravar uma cover. No Jazz, em vez de covers temos os standards com centenas de re-interpretações e adaptações marcadas com cunho pessoal e improvisações únicas. Mas nem só de standards vivem as versões no Jazz. São frequentes as transposições de canções da área do pop/rock em roupagens jazzísticas e cheias de improviso. Ora, são precisamente estas apropriações do Jazz na Pop/Rock que propomos para o nosso programa.
De Herbie Hancock a Charlie Hunter Trio, de Nina Simone a Brad Meldau, há covers para todos os gostos. E nem vale a pena entrar na discussão se a versão é melhor que o original.

RUI FERREIRA
Rui Ferreira é um melómano e coleccionador de discos inveterado desde os tempos de adolescente, quando deixava de lanchar para poder trocar escudos por discos de vinil.
É o mentor da vigenária LUX RECORDS, a casa-mãe de projectos como Legendary Tiger Man, Belle Chase Hotel, D3O, Sean Riley & The Slowriders, Birds Are Indie, The Twist Connection, Bunnyranch, Wraygunn, Tédio Boys, Ghost Hunt, The Walks, Tiguana Bibles, Raquel Ralha & Pedro Renato, Ruby Ann & The Boppin’ Boozers, Bodhi, Tracy Vandal, António Olaio & João Taborda, The Millions, Houdini Blues, Wipeout Beat,M’as Foice e Victor Torpedo.
Foi presidente da Rádio Universidade de Coimbra no final dos anos 1990, e é o criador do programa radiofónico “Cover de Bruxelas”, que está no éter da frequência 107.9 FM desde 1996.
O ano de 2017 marca o fim da sua dedicação de décadas à profissão de enfermeiro (e por isso, o funeral de “Sonic Nurse”, o seu pseudónimo como DJ), e o início dos projectos que lhe preenchem o quotidiano: a loja de discos LUCKY LUX, e o FESTIVAL LUX INTERIOR.

Que Rádio é esta?

5 de agosto, 10h00-13h00
com João Vaz Silva

Há várias respostas possíveis para três horas de música e conversa. O Musiquim serve de guia para um forasteiro em terras de Viriato. Ele anda a vaguear por aí, tocando em cafés, às portas, de noite e não só. Luís Belo aproxima-se do Rossio e aproxima-nos da música há mais de oito anos. Quantos artistas cabem dentro de uma rádio? Sintonizem-se que não perdem pelo encore.

JOÃO VAZ SILVA
João Vaz Silva nasceu em Coimbra em 1980. Formado em Jornalismo na mesma cidade, nunca exerceu profissionalmente esse ofício. Por opção. Estagiou no Público.pt e na Direção Geral de Sociedade de Informação – Comissão Europeia, em Bruxelas. Regressou a Portugal para ser o responsável de Comunicação e Produção de Eventos na FNAC Coimbra desde a sua abertura e durante seis anos. Em Lisboa, foi programador e produtor do Ritz Clube desde a sua reabertura em Maio de 2012 até Outubro do mesmo ano. Depois desse trabalho, passou a ser agente de bandas como GNR, Carlos do Carmo e Darko na Novagência durante um ano e, mais tarde, responsável pela marcação de concertos e definição de estratégias dos artistas da agência La Maquina (Primitive Reason, Coldfinger e The Poppers). Desde o ano passado que trabalha como freelancer sob o nome de A Minha Agência e em estreita relação com a Pataca Discos e a Ao Sul do Mundo. Bandas que agencia tais como Tape Junk, Benjamim, Bruno Pernadas, Time For T ou Erica Buettner (para citar alguns) integraram o cartaz de importantes festivais nacionais. A primeira experiência em antena aconteceu em 1999 com a entrada na Rádio Universidade de Coimbra. Actualmente vai questionando “Quem és tu, Laura Santos?” (dj set), conversando com músicos no podcast “O Agente Provocador” e desenvolvendo outras atividades na área musical. No passado mês de Junho acompanhou Maria Inês Santos aos comandos da “Rádio Faneca” em Ílhavo durante três dias seguidos.