O 5.º Festival de Jazz de Viseu

Pela boca morre o peixe, claro! Daí a expressão “Que jazz é este?” ser o lema oficial do Festival de Jazz de Viseu. Porque no seu caminho e no dos seus promotores habita naturalmente um desconforto que repele o habitual, o conhecido fácil. Gostamos de apreciar coisas novas e misturar paralelos insolúveis. Nesta edição de 2017, a par de nomes e grupos internacionais exclusivos, criteriosamente escolhidos, o melhor do jazz português actual espraia-se pelos seis dias de festival numa equilibrada espiral musical que guarda também espaço para outros géneros. Presente continua a componente de formação que lhe deu origem, o Workshop de Jazz, a oferecer de novo aos músicos de Viseu a oportunidade de contactar com as práticas deste estilo. A participação e colaboração de e com artistas e músicos da zona acontece aqui anualmente numa perspectiva de continuidade, que ao longo destes cinco anos tem motivado o crescimento de projectos próprios e redes de colaboração e conhecimento entre entidades e indivíduos desta área. Numa zona onde o jazz e outras alternativas musicais e culturais de fundo constituem ainda o equivalente àquela neve que cai mas não pega, é com gosto que fazemos questão de nos “atravessarmos” no caminho das pessoas, procurando, para além do público que já é curioso por si, provocar e expor novos públicos ao contacto com outras realidades e teias culturais.